Os desafios da APAF na pandemia

apaf_cestas

A pandemia da Covid-19 trouxe uma série de desafios para a APAF. Funcionários, colaboradores e voluntários tiveram de se adaptar a uma nova rotina de trabalho e de cuidados. Os espaços internos da APAF precisaram ser reformulados para atender protocolos de prevenção à Covid-19; atividades como os bazares da comunidade e as vendas do Armazém precisaram ser repensadas.

As atividades presenciais da APAF foram suspensas em março com a quarentena determinada pela prefeitura para evitar a disseminação da COVID-19. A diretoria da APAF passou a realizar as reuniões semanais remotamente. As reuniões foram extremamente importantes e necessárias para tomada de decisões.

As equipes pedagógicas das creches Aconchego I e II elaboraram uma série de atividades para que as crianças pudessem fazer em casa com o intermédio de seus pais. Com atividades simples, mas importantíssimas para o desenvolvimento infantil (como a contação de histórias, a elaboração de trabalhos manuais e cantando músicas conhecidas), as crianças puderam manter a conexão com as suas professoras e com as atividades que eram rotineiras nas creches.

Uma das principais preocupações da diretoria da APAF foi a de como manter a assistência às famílias nesse momento tão delicado. As crianças das creches e dos Pós-Escola fazem de 3 a 5 refeições por dia durante o período em que permanecem em nossos cuidados. Com a suspensão das atividades, como as famílias poderiam garantir uma alimentação adequada a elas já que muitas ainda estão sofrendo com a perda de emprego e renda decorrente da pandemia?

Felizmente, o espírito solidário também esteve presente durante a pandemia. Com uma grande mobilização da rede de apoiadores, colaboradores e voluntários, a Campanha de Cestas Básicas e Kits de Limpeza e Higiene tem alcançado êxito. Desde abril, 330 famílias assistidas pela APAF e funcionários têm recebido mensalmente cestas básicas e kits de higiene e de limpeza. A campanha é divulgada em nossos canais, redes sociais e em nossos grupos de relacionamento. Muitas empresas também têm contribuído seja com doações de material de higiene, de limpeza, máscaras, cobertores ou mesmo com o repasse de verbas e com campanhas de iniciativa própria em prol dos projetos da APAF e apoio às famílias.

Muitas outras doações da comunidade chegaram via Drive-Thru Solidário. Entre os meses de junho e julho, a APAF abriu as portas para receber doações de itens usados e variados em bom estado como roupas, brinquedos, eletrônicos, acessórios, artigos para casa. Todo o material passou por uma rigorosa triagem feita por voluntários. As roupas foram higienizadas e separadas por número e tamanho para montagem de kits distribuídos posteriormente para as famílias que mais necessitavam. Outros itens foram encaminhados para ONGs parceiras.

Protocolo de prevenção e retomada das atividades

Durante o período de atividades suspensas, a sede da APAF passou por uma reforma para adequação de espaços. As salas de aula usadas para cursos do Projeto Iluminar foram ampliadas com a retirada de armários e a incorporação de uma varanda. Os carpetes foram trocados por piso frio (com revestimento) de fácil limpeza. Armários individuais para alunos e funcionários foram instalados no andar térreo, logo na entrada.

O Pós-Escola também ganhou uma nova sala com a incorporação de um espaço que antes era utilizado para a realização do Bazar da Comunidade, cujas atividades estão suspensas por tempo indeterminado. A ampliação da sala favorece manter o maior distanciamento entre os alunos e a realização de diferentes atividades paralelas. O piso da salas do Pós-Escola passou por uma adequação. Foi instalado piso com amortecimento mais indicado para as crianças.

Para a retomada das atividades, foi instituído o “Protocolo de Cuidados Individuais”. A elaboração do protocolo contou com a consultoria voluntária da doutora Tatiana Santos, nefrologista pediátrica, que com muita dedicação se debruçou sobre as melhores práticas para elaborar regras e diretrizes que trouxessem maior segurança e tranquilidade para toda a equipe.

Nova escala de trabalho presencial, uso obrigatório de máscaras, regras de higiene e de distanciamento foram definidas e adotadas por toda a equipe. Os funcionários receberam treinamento sobre o a importância da utilização correta das máscaras e detalhes sobre a forma mais adequada de higienizar as mãos. Os funcionários também receberam equipamentos de proteção individual – EPI’s (máscaras de pano, protetor facial, luvas de borracha, entre outros) necessários para sua proteção, de acordo com sua atividade de rotina.

O retorno às atividades tem corrido de forma gradual e conforme a determinação das autoridades.

Mesmo com as incertezas, a APAF está atenta às demandas das famílias, grande parte delas atingida pelo desemprego e trabalhando para atendê-las da melhor forma possível.